Recentemente, o mundo sofreu danos irreparáveis com os ataques cibernéticos WannaCry e Petya. Inúmeras empresas e organizações tiveram seus dados roubados na expectativa do pagamento do resgate, o famoso ransomware.

Essa situação fez acender um alerta: sua empresa está preparada para sobreviver a um ciberataque?

Segundo uma pesquisa realizada pela Forcepoint, nos últimos anos , 37% das organizações entrevistadas foram vítimas de um ataque de phishing por e-mail que infectou sistemas com malware, 24% foram vítimas de uma infecção por ransomware e 22% tiveram informações delicadas ou confidenciais vazadas por e-mail. Somente 25% das organizações entrevistadas não foram vítimas de pelo menos um dos tipos de incidentes de cibersegurança apresentados ou, mais importante, não estão cientes de que foram vítimas.

Gastos com cibersegurança

As organizações estão gastando significativamente em segurança. Na mesma pesquisa, foi identificado que o gasto mediano em 2016 com foco em phishing, malware, ransomware e tipos relacionados de ameaças foi de US$ 58,33 por funcionário no ano, aumentando ligeiramente para US$ 58,85 por funcionário em 2017.

E o que é mais significativo: enquanto 36% das organizações planejavam gastar em 2017 o mesmo valor que gastaram em 2016, 62% aumentaram o orçamento de cibersegurança e apenas 2% gastaram menos.

Empresas maiores (mais de 1.000 funcionários) planejaram gastar um pouco menos em cibersegurança esse ano, em comparação a 2016, reduzindo de US$ 23,86 por funcionário em 2016 para US$ 21,53 por funcionário em 2017. As organizações menores, por outro lado, terão um aumento de US$ 66,67 por funcionário em 2016 para US$ 70 por funcionário em 2017.

A diferença significativa nos gastos por funcionário entre organizações maiores e menores destaca um dos problemas permanentes nestas últimas: não têm economia de escala para reduzir os custos da cibersegurança, o que resulta em custos por funcionário significativamente mais altos, simplesmente porque têm menos funcionários pelos quais distribuir os custos da infraestrutura de cibersegurança.

Como aumentar a segurança da informação da sua empresa?

Phishing, spearphishing e ransomware são ameaças graves para qualquer organização porque podem ser usadas para furtar dinheiro, extorquir pagamentos de resgates, exfiltrar propriedade intelectual, interromper as operações de negócios e, em casos extremos, tirar uma empresa do mercado. Esses problemas estão piorando com o tempo porque os cibercriminosos podem invadir facilmente as organizações que não implementaram soluções adequadas para cibersegurança e não treinaram adequadamente seus usuários sobre as melhores práticas para lidar com e-mails, mídias sociais e outros sistemas corporativos.

Contudo, existem soluções robustas e melhores práticas de cibersegurança que podem ser implementadas para reduzir notavelmente a probabilidade de que um ataque cibernético.

Quer saber mais? Entre em contato conosco.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here